Cortinas Automáticas de fumaça e chama para compartimentação de espaços

O perigo

A progressão descontrolada do fogo e da fumaça pelo edifício é uma forte ameaça para os ocupantes e para a patrimônio. O alastramento de gases, vapores e fumaça altamente tóxicos podem originar a inacessibilidade de rotas de fuga, originando armadilhas para os ocupantes do edifício.

O princípio

Devem ser tomadas as medidas corretas e necessárias de modo a impedir a propagação do fogo e da fumaça entre os diferentes espaços de um edifício. As soluções de cortinas D+H, combinadas com a utilização de sistemas de detecção de incêndio e de extração de fumaça, permitem aumentar significativamente as hipóteses de fuga das pessoas e facilitar o trabalho dos bombeiros no ataque aos sinistros. 


Basicamente, as cortinas são compostas por uma caixa metálica, onde a cortina está enrolada e oculta (normalmente montada acima do teto falso), por um tecido extremamente resistente a altas temperaturas, por uma barra contrapeso e, eventualmente, por guias laterais. Em caso de incêndio a cortina desce por gravidade, por ação do contrapeso, de forma controlada, até à sua posição de segurança. 

A posição de segurança pode ser a uma determinada distância do teto, no caso das cortinas pára-fumaça, ou até ao chão, nos casos em que se pretende fazer a compartimentação à chama, ou fazer o bloqueio total da propagação da fumaça.

catálogo